Coloque aqui seu email para receber as novidades do blog

quinta-feira, 25 de abril de 2013

O IMPORTANTE É TER HISTÓRIAS PARA CONTAR

Ou "O dia que o índice de SVPO* atingiu a estratosfera".

Para começar a história vou situá-lo no tempo e espaço: quando esse fato ocorreu eu tinha uns 17 para 18 anos, portanto faz 20 anos (pausa dramática...tô ficando velho) e foi em Salvador, bairro da Mouraria.

Lá havia uma padaria, e como de praxe todos os dias eu ia comprar o pão, nas minhas tarefas domésticas. E o dono da padaria era um cara metido a cantor e os negócios estavam progredindo. Dava-se para ver pelas reformas que fazia na padaria, trocou de carro, etc...

Por saber que ele gostava de música e eu metido a tocador, a gente começou a conversar e trocar idéias e bobagens afins. Numa dessas, ele falou que iria gravar umas músicas que ele compunha. (Nessa época não havia CD e gravar uma música era um processo trabalhoso e caro).

Os dias se seguiam eu comprando pão todo dia e nada de notícia da tal música. Até que um dia....

Como sempre fui comprar pão, dessa vez com meu broder Pedrão, personagem central dessa trama, e quando chegamos na padaria, o cidadão colocou uma caixa de som com volume na estratosfera tocando uma música horrorosa, péssima, feio, mau tocada, mau cantada e mau gravada que chegava a incomodar.

Somado a isso, a padaria estava cheia e a muvuca da galera somada àquilo que o cara chamava de música formavam um quadro horrível.

Como sempre ficava lotada a padaria, a gente se dividia na tarefa: eu ficava no Balcão e Pedrão ia pra fila do caixa, para agilizar o serviço.

Nessa que Pedrão, lá do alto de seus 853 metros de altura está lá na fila e grita bem alto, mais alto que a música altíssima que estava tocando, para mim do outro lado da padaria:

Ô Jorginho, ó que música horrível, parece que um debilóide cantando!!!!

Eu já tinha percebido que parecia com debilóide cantando e que a música era de Jonas (o dono da padaria) tentei avisar ao Pedrão, mas o estrago já estava feito. E para melhorar ele ainda repete. Tudo isso lá do lado do cara...

Pois bem, logo depois o Jonas chega para o pedro e diz: pô cara, essa música é minha...

Pedro todo sem graça, tentou amenizar, dizendo que era brincadeira, que já sabia e estava fazendo só para zuar....E eu que no começo fique constrangido, segundo estágio tentei dar uma força para Pedro e estágio final ri, ri muito...

O estrago já estava feito e ele nunca mais falou com a gente.

Um tempo depois ele vendeu a padaria e nunca mais vi esse cidadão e nem ouvi a música dele. Ainda bem!

Se por acaso se você sabe do paradeiro dessa cara, deixa lá, não quero saber.

*SVPO: Sinto Vergonha Pelos Outros. sinônimo de vergonha alheia.
Postar um comentário