Coloque aqui seu email para receber as novidades do blog

quarta-feira, 23 de março de 2011

O IMPORTANTE É TER HISTÓRIAS PARA CONTAR, PARTE 5.1

Ou, o dia seguinte, ou eu já fui careca

Pois é, ultimamente abri o meu baú de recordações me deparando com momentos, pelo menos agora, engraçados, mas que à epoca foram de grande sufoco...

Continuando o post anterior, depois de ter escapado da vingança do cara do boné do vasco, no dia seguinte fomos à praia da Barra de Caravelas (lugar lindo e maravilhoso)para desintoxicar e renovar as energias para mais um dia/noite de festas.

Como não podia deixar de ser, levamos uma bola e batemos o tradicional "baba" da galera nas areias da praia quase deserta.

Fazer qualquer atividade física na areia é normalmente muito desgastante, ainda mais para quem estava sem dormir e bebendo sem parar a pelo menos dois dias...

Nessa que em menos de meia de hora estavam todos "mortos", jogando somente pela fome da bola e eis que surge uma galera do Espírito Santo pedindo para se juntar à emocioante partida que alis e desenrolava....

Eu já estava num estado em que as pernas não obedeciam o comando da cabeça, situação que se tornou ainda mais crítica para mim que não fui privilegiado com o dom de jogar futebol, quando o lance capital da partida:

Tentem imaginar...

O cara chuta a bola e ela vem em minha direção;
O time adversário começa a gritar VAI FURAR! VAI FURAR!;
Vinha o adversário correndo em minha direção;
Eu pensei: "Não vou furar, tenho tempo e espaço para dominar a bola;
E ela vindo, quando
FUREI
O cidadão passou correndo por mim e pegou a bola;
Pensei: não vou deixar ele fazer o gol;
Mas as pernas não obedeciam, mas eu estava decidido em não deixá-lo fazer o gol, quando lancei mão do único expediente que me restava naquele momento:
DEI-LHE UMA VOADORA NO MEIO DE SUAS PERNAS

O cara bem mais alto que eu, CAPOTOU umas tres vezes, se levantou, me encarou e eu me levantei, firme no meu propósito nem liguei e ainda dei uma canelada em outro cara do time adversário....

Esse lance foi motivo de comoção entre os que jogavam e assistiam e o comentário que conseguiu sintetizar aquela situação foi um dos assistentes que falou:

PORRA, O ZAGUEIRO CARECA ESTÁ BOTANDO PARA FUDER!

Sds
Postar um comentário